DOCUMENTOS UTILIZADOS NO COTIDIANO DA CONGREGAÇÃO

As anotações em vermelho servem como orientação e devem ser removidas do documento final.


DIPLOMA DO CONGREGADO MARIANO

CLIQUE AQUI PARA BAIXAR

Especificações para gráfica: Tamanho A3, papel couchê 210gr., colorido (4x0), refile.



FICHA DE INSTRUÇÃO BÁSICA

CLIQUE AQUI PARA BAIXAR

Especificações para gráfica: Tamanho A4, papel couchê 210gr., colorido (4x0), refile nas marcas de corte


SOLICITAÇÃO DE FILIAÇÃO DA CONGREGAÇÃO MARIANA À FEDERAÇÃO DIOCESANA OU CONFEDERAÇÃO NACIONAL

Ao
Presidente
da Federação Diocesana (Confederação Nacional)
de ________________,
Sr. (a) _____________.

A Congregação Mariana de Nossa Senhora ________________ e S. _______________, com sede na Paróquia _______________, na cidade de _________________, tendo recebido o consentimento do Senhor Bispo Diocesano, conforme cópia em anexo do respectivo instrumento, vem solicitar sua filiação à Federação diocesana (ou da Confederação Nacional), nos termos da Regra de Vida n° 42 e do Estatuto da Confederação Nacional art. 4°.

Presidente provisório (Nome por extenso e assinatura)
Secretário provisório "
Tesoureiro provisório "
Assistente Eclesiástico "

(Envie como anexos a Cópia da autorização do bispo diocesano e um breve relato das aticidades desenvolvidas até o momento)


REQUERIMENTO DE INGRESSO

Ao
Assistente Eclesiástico
da Congregação Mariana de Nossa Senhora ________________
e São (Santa) __________________________________
Revmo. Pe. ___________________________________


Eu, ______, católico(a), sem impedimento canônico, nascido(a) em __ de __________ de ____, participante da Congregação Mariana de Nossa Senhora _______ como _____________ (ouvinte/ aspirante/ candidato), venho respeitosamente requerer de V. Rev.mª, após prévia aprovação da Presidência da Diretoria, o ingresso na supracitada associação como

CONGREGADO(A) MARIANO(A),
e, assim consagrado(a) em definitivo a Nossa Senhora, assumir a condição de associado(a) de pleno direito, prometendo observar a Regra de Vida das Congregações Marianas do Brasil (e o Estatuto da Congregação Mariana de Nossa Senhora ________ ), e zelar por uma dedicada participação nas atividades da associação, enquanto viver ou força maior não constituir justo impedimento.

OU

ASPIRANTE  OU CANDIDATO(A) 
prometendo observar a Regra de Vida das Congregações Marianas do Brasil (e o Estatuto da Congregação Mariana de Nossa Senhora ________ e S. _________), e zelar por uma dedicada participação nas atividades da associação.

Salve Maria

________ (Local) , __ de __________ de 20___

_________________________________
(assinatura)


SOLICITAÇÃO DE AUTORIZAÇÃO PARA CONSTITUIÇÃO DE CONGREGAÇÃO MARIANA

(Cidade), ___ de __________ de 20___.

Ao
Exmo. Revmo. Senhor
Dom ___________________
DD. (Arce)Bispo (Arqui)Diocesano de ___________

Saudações em Cristo Jesus e Maria Santíssima.

A título de experimento, um grupo com ___ fiéis vem se reunindo semanalmente, desde ______ de 20___ , sob minha direção espiritual, a fim de formar, na Paróquia de _____________ , uma Congregação Mariana, seguindo a Regra de Vida aprovada pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil. A associação tem, por principais fins, a busca da perfeição cristã a exemplo de Nossa Senhora e o incremento da devoção por meio da consagração à Santíssima Virgem Maria. (Os membros são formados por um instrutor experimentado na vivência e na prática da associação, membro da Congregação Mariana ___________ .)
Tendo sido provado o grupo por um período superior a seis meses, com atividade e frequência regulares, de acordo com orientação do diretor de Fundação de Novas Congregações Marianas da Coordenação Regional do Estado de São Paulo, sr. Bruno Arena; tendo aferido pessoalmente a eficácia da associação, seja na colaboração com a vida comunitária da Paróquia, seja no incremento espiritual de seus membros; tendo sido a mim manifestado o desejo expresso por parte de seus membros; na forma do cânon 312 § 2 do Código de Direito Canônico e segundo o que determina o nº 40 da Regra de Vida das Congregações Marianas do Brasil, erigidas canonicamente pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil como associações públicas de fiéis leigos de âmbito nacional, venho respeitosamente solicitar a Vossa Excelência Reverendíssima:

1- O consentimento, por instrumento escrito, para a constituição, na Paróquia de ______________ , de uma Congregação Mariana, sob a invocação de Nossa Senhora ______________ e tendo, como padroeiro secundário, ______________ , destinada a fiéis em geral;

2- A autorização para filiação da dita Congregação Mariana à Confederação Nacional das Congregações Marianas do Brasil.

3- A designação de seu assistente eclesiástico, padre __________________ , em atenção ao nº 65 da Regra de Vida das Congregações Marianas;

Aproveitamos para reiterar a estima e filial obediência, colocando-nos à disposição, tanto por meio de orações quanto por qualquer tipo de auxílio no campo pastoral ou apostólico que solicite o Senhor Bispo. Suplicamos, por fim, uma especial benção para estes humildes servos e filhos da Santíssima Virgem que iniciam esta caminhada.

(assinatura)
(Nome completo)
Pároco 


SOLICITAÇÃO DE DEFERIMENTO DE ADMISSÕES

Ao
Assistente Eclesiástico
da Congregação Mariana de Nossa Senhora ________________ e São (Santa) _________________________________
Revmo. Pe. ___________________________________

Nesta, apresentamos e submetemos ao vosso crivo e aprovação o(s) fiel(éis) que, conforme a(s) carta(s) anexa(s) a esta, deseja(m) inscrever-se em nova(s) categoria(s) na Congregação Mariana de Nossa Senhora _____________________ e São (Santa)_________________ , e que, tendo sido provado(s) pelo instrutor geral, mereceu(eram) o voto de confiança de sua Diretoria e deseja(m) ser admitido(s):

Nome completo – Categoria pretendida
Nome completo – Categoria pretendida
Nome completo – Categoria pretendida

Conforme a Regra de Vida das Congregações Marianas do Brasil, a aprovação do assistente eclesiástico é condição necessária para a admissão de membros, termos em que é pedido o deferimento.

________ (Local) , __ de __________ de 20___.

(assinatura)
(Nome completo)
Presidente


CARTA DE RECOMENDAÇÃO

A quem interessar possa
Por estas letras declaramos que ___________________ é membro da Congregação Mariana de Nossa Senhora de ____________ e S. ______________ na categoria de _______________ desde ___ de _________ de _____, não possui débitos pendentes com esta associação e não existe qualquer coisa de nosso conhecimento que obste da irrepreenssibilidade de sua conduta. De tal modo, goza de todos os benefícios temporais e espirituais de sua categoria nesta e é, de igual modo, membro regular das Congregações Marianas do Brasil. Para todos os efeitos tem nossa recomendação e estima.

________ (Local) , __ de __________ de 20___.

(assinatura)
(Nome completo)
Presidente


SOLICITAÇÃO DE AGREGAÇÃO

Ao
Assistente Eclesiástico
da Congregação Mariana de Nossa Senhora ________________
e São (Santa) __________________________________
Revmo. Pe. ___________________________________

Eu, ___________________ membro da Congregação Mariana de Nossa Senhora de ____________ e S. ______________ , na cidade de ______________, na categoria de _______________ desde ___ de _________ de _____, solicito ingresso na Congregação Mariana de Nossa Senhora de ____________ e S. ______________, na cidade de ______________, me colocando à disposição para que seu instrutor geral possa aferir meus conhecimentos sobre a Regra de Vida, me sujeitando a um Curso de Formação se assim for julgado oportuno. Junto desta segue a carta de Recomendação que vai assinada pelo presidente de minha Congregação de origem.

________ (Local) , __ de __________ de 20___.

(assinatura)
(Nome completo)
(Categoria)



SOLICITAÇÃO DE ALTERAÇÃO DO ASSISTENTE ECLESIÁSTICO DE CONGREGAÇÃO MARIANA PAROQUIAL

Ao
Exmo. Revmo. Senhor
Dom ___________________
DD. (Arce)Bispo (Arqui)Diocesano de ___________

A Congregação Mariana de Nossa Senhora ______________ e _____________ , associação pública de fiéis leigos com sede à ______________, filiada à Federação das Congregações Marianas da Diocese de ______________ (ou: à Confederação Nacional das Congregações Marianas do Brasil, se não houver Federação), vem solicitar à V. Exa. Revma:

1- A destituição do Revmo. Pe. ______________ do cargo de assistente eclesiástico da Congregação Mariana de Nossa Senhora ______________ e _____________ ;

2- A nomeação do Revmo. Pe. ______________ como assistente eclesiástico da Congregação Mariana de Nossa Senhora ______________ e _____________ .

Justificativas
A Congregação Mariana de Nossa Senhora ______________ e ______________ opera em nível paroquial e a Regra de Vida (RV) dispõe que “as Congregações Marianas que operam em comunidades paroquiais estão sujeitas à autoridade do respectivo pároco” (RV 75). Dado à transferência de nosso Revmo. Padre assistente para outra paróquia, faz-se necessário transferir o cargo para o Revmo. pároco atual, recentemente empossado. Também diz também a Regra: “o assistente eclesiástico, de livre designação do bispo diocesano ou seu delegado, deve ser um sacerdote (CDC, c. 564) que acompanhará a vida da Congregação Mariana” (RV 65).

Aproveitamos para reiterar nossa estima e filial obediência, colocando-nos à disposição, tanto por meio de nossas orações quanto por qualquer tipo de auxílio no campo pastoral ou apostólico que nos solicite o Senhor Bispo. Suplicamos uma especial benção para estes humildes servos e filhos da Santíssima Virgem.

________ (Local) , __ de __________ de 20___.

(assinatura)
____________________________

(Nome completo)
Presidente da Congregação Mariana de
Nossa Senhora  ______________ e _____________.




EM BREVE:

Edital de Assembleia
Apresentação de Candidatos à Presidência
Pedido de Homologação de Diretoria